Clube do Vinho

TEMPERATURA DO VINHO

A temperatura do vinho é um dos aspectos mais importantes no serviço do vinho, pois altera a percepção das sensações olfativas e gustativas.

 

O calor faz com que os componentes aromáticos se volatilizem, ou seja, um tinto muito quente aparentará ser muito alcoólico. Se for servido muito gelado, o aroma se fecha e o vinho perde sua expressão aromática, em outras palavras, o calor evidencia o álcool e o frio intenso inibe os aromas e salienta o tanino (amargor).

 

No entanto, não é muito fácil dizer a temperatura ideal, pois ela pode variar de acordo com o gosto de cada um, o local e a estação do ano.

 

Segue abaixo uma tabela sobre a temperatura do vinho. Porém, não se escravize por causa dessa tabela. Basta saber que o vinho tinto não pode ser servido muito quente e o vinho branco não deve estar muito gelado. Por último, há algumas dicas de como resfriar o vinho.

 

Temperatura adequada de serviço:

 

Espumantes 6-8 °C

Brancos secos leves 8-10 °C

Brancos encorpados 10-12 °C

Brancos licorosos 11-13 °C

Rosés 10-12 °C

Tintos jovens 12-15°C

Tintos encorpados 15-18°C

Vinhos fortificados secos 10-12°C

Vinhos fortificados meio secos 15-18°C

 

DICAS:

 

è O balde com gelo e sal grosso é o meio mais rápido para refrescar o vinho. É essencial juntar água ao gelo, pois os cubos de gelo rodeados unicamente de ar não produzirão o efeito desejado.

 

è Normalmente, 60 min. na geladeira ou 8 min. no balde com gelo correspondem a uma redução de 5º C na temperatura do vinho.

 

è Nunca coloque o vinho no congelador ou no freezer, pois a mudança brusca de temperatura poderá alterar as características do vinho.

 

è Quando o vinho tiver uma qualidade inferior, convém resfriá-lo um pouco mais. Se o vinho mais gelado esconde as nuanças dos aromas, por outro lado, mascara os defeitos e imperfeições.

 

Saudações enológicas.

 

Welington Andrade.